Onde ficam as praias desertas do Brasil?

Com o verão chegando, as praias de todo o Brasil ficam agitadas. Ou melhor, quase todas. Alguns lugares reservados mantêm as belezas da natureza litorânea pouco afetada, pois recebem poucos visitantes.

São as praias desertas brasileiras, que chamam a atenção de quem busca mais tranquilidade e contato com o meio ambiente. Nós reunimos para você os lugares no Brasil que guardam as costas mais paradisíacas e afastadas das grandes aglomerações.

Leia os detalhes sobre cada um deles a seguir!

Praia do Inferno e Praia do Secreto (RJ)

Você não precisa viajar grandes distâncias para conhecer lugares isolados do litoral brasileiro. Quem estiver na capital carioca neste verão, por exemplo, pode cogitar algumas possibilidades.

A Praia do Inferno tem um nome desagradável para alguns, mas impressiona pela beleza. Apesar de render piadas do tipo “essa é do jeito que o diabo gosta”, a pequena praia da Barra de Guaratiba é única. O lugar é tão preservado que é possível encontrar animais nativos por lá. O mais indicado é estar com um guia ou alguém que conheça bem as trilhas da região.

Outra praia carioca sem a presença de quiosques ou distrações é a Praia do Secreto. Chegar lá requer um pouco mais de disposição, já que é preciso passar uma grande subida rochosa de mais de 10m. Com apenas 12m de extensão, a praia encanta por ser cercada por rochas e parecer uma piscina natural. Uma paisagem digna de filmes hollywoodianos.

Ilha do Cardoso (SP)

O litoral paulista também pode surpreender quando o assunto são as praias desertas. A Ilha do Cardoso, quase na divisa com o Paraná, tem diversos lugares assim. Esse agrupamento de praias desertas está localizado na cidade de Cananéia, no parque estadual da ilha. É possível chegar lá de barco, em uma viagem que sai de Cananéia, e o trajeto até o lugar dura em torno de 3h.

A região não tem apenas praias desertas, mas um ambiente com fauna e flora muito rico. Há cachoeiras, vegetação variada, diferentes espécies animais e até tribos indígenas. Toda essa natureza e cultura fizeram da Ilha do Cardoso patrimônio mundial natural pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Praia Triste (SC)

Entre as praias de Santa Catarina estão alguns dos lugares mais desejados pelos veranistas. Praias movimentadas dividem espaço com lugares verdadeiramente desertos. Todos com muita exuberância e beleza natural.

Entre as opções pouco movimentadas está a Praia Triste. O lugar fica na cidade de Bombinhas e tem aproximadamente 400m de extensão. O nome não parece convidativo, mas o ambiente é impressionante e atrai os apaixonados pela natureza e pelo estilo de vida outdoor.

Os visitantes podem fazer o roteiro da Trilha do Zimbro, que passa por diversas praias ao redor do lugar. A caminhada percorre quase 8km e reserva surpresas magníficas como a cachoeira da Praia Triste. Antes de chegar ao local, o viajante enfrenta uma viagem de meia hora de carro até a trilha, saindo de Bombinhas. É possível ir até lá de barco também.

Tambaba e Coqueirinho (PB)

Por aqui, além de ficar longe das aglomerações, é possível se libertar um pouco das regras sociais. Isso porque Tambaba é uma praia, além de deserta, própria para a prática do nudismo.

A poucos quilômetros da capital paraibana, o local tem águas cristalinas e é rodeado por falésias de diferentes cores. Vale lembrar que nem toda a praia é usada para nudismo — existe uma área isolada destinada para a prática.

No mesmo município, outra praia pouco movimentada chama a atenção. É a praia do Coqueirinho, que está entre as mais belas do nosso território. O lugar é repleto de vegetação nativa próxima à orla e apresenta águas esverdeadas, praticamente transparentes. Ambas podem ser um ótimo destino para aventureiros e famílias que buscam lazer.

Jericoacoara (CE)

Tudo bem, esse não é um exemplo de praia deserta, mas não chega perto do que vemos em alguns lugares por aí. Localizada no Ceará, a praia mostra o clichê dos lugares mais incríveis do mundo: águas cristalinas, areias brancas e coqueiros.

Justamente por não ser uma praia totalmente isolada, pode-se aproveitar para praticar esportes radicais ao ar livre. Com o clima propício para essas atividades, o turista pode fazer aulas de kite e windsurf. Outra alternativa é conferir o típico passeio de buggy nas praias da região.

Porto de Galinhas (PE)

Esse é mais um exemplo de praia que recebeu inúmeras indicações por sua beleza e tranquilidade. A praia de Porto de Galinhas fica no município pernambucano de Ipojuca e já é mais do que um cartão postal reconhecido do país.

O lugar, que já foi considerado o mais bonito do Brasil, atrai muitos visitantes. Muitas vezes, porém, as praias desertas estão escondidas entre os lugares mais movimentados.

O segredo é buscar os lugares mais reservados da localidade, como Pontal de Maracaípe, Muro Alto e Praia dos Carneiros. E ainda há diversas opções de passeio nas praias movimentadas logo ao lado. Porto de Galinhas tem umas das noites mais badaladas no litoral nordestino.

Boipeba (BA)

Sabe aquele lugar que não lota nem em alta temporada? Bem-vindo à Ilha de Boipeba. O local, no município baiano de Cairu, tem águas verde-claras e praias espetaculares de areias brancas.

Algumas das praias de Boipeba quase não sofreram influência do homem. Entre as opções estão: Praia do Moreré, Praia Outeiro e das Pedrinhas, Ponta dos Castelhanos, Boca da Barra e Cueira. Não é possível chegar lá de carro, apenas de barco ou em um avião pequeno.

De férias nas praias desertas

Paisagens paradisíacas e águas cristalinas podem estar mais perto do que você imagina. O litoral brasileiro é um dos mais ricos e vastos do mundo, basta procurar perto de você. Podemos encontrar praias desertas em quase todas as regiões do país.

Se você procura por lazer e turismo esportivo, e prefere fugir das praias lotadas de guarda-sóis, algumas das opções apresentadas podem ser o seu destino. Estar em contato com a natureza, sem muita interferência, é uma experiência única.

Gostou de saber mais sobre as praias desertas brasileiras? Então venha ler um pouco sobre trekking e saiba como ele pode conectá-lo com a natureza de forma saudável.

Tags:
Deixe um comentário

Share This