Embaixadores — conheça Daniel Bask

Depois do post sobre o sucesso do @buzios.swimrun, no dia 30, junto à Luiza Mussnich (@luizamussnich) vamos falar de um dos juízes da prova e também embaixador da Wöllner: Daniel Costa dos Santos. Ou melhor, @danielbask. 

 

Com o intuito de resgatar a essência da marca, a Wöllner convidou 25 pessoas, entre homens e mulheres, para se tornarem seus embaixadores e, assim, propagar os ideais que nortearam a marca nos seus vinte e seis anos de existência: o espírito aventureiro, mas ao mesmo tempo casual, de quem gosta de levar uma vida ao ar livre e praticar esportes. Aos poucos, os embaixadores serão apresentados nos canais da marca através de mini bios, vídeos e depoimentos.

Hoje é dia de conhecer melhor o Daniel Costa dos Santos, ou Daniel Bask, apelido que ganhou pela paixão pelo basquete, esporte que normalmente pratica aos fins de semana, e que pretende passar para os filhos quando for pai. Sagitariano de 35 anos, Daniel começou a trabalhar aos 13 como copeiro para ajudar na renda da família. Ele já fez um pouco de tudo: foi massoterapeuta, modelo fotográfico, coordenador de logística de blocos de Carnaval no Rio de Janeiro e de corridas de rua. Atualmente, Daniel é programador na Globosat e “droneiro” nas horas vagas, quando faz trilhas com os amigos e capta os momentos na natureza. “Gosto de viver, de estar a céu aberto. Corro sempre que posso, mas prefiro provas curtas, mesmo já tendo feito uma meia maratona. Praia e cachoeira são programas que adoro fazer. Costumo ir muito na Ilha da Gigoia, almoçar ao ar livre e ouvir música por lá.”

 

Foi num passeio por trilhas, que a Wöllner o conheceu: estava passeando pelas praias selvagens de Barra de Guaratiba quando, olhando as filmagens, notou que a mochila da marca — que o atende “absurdamente” por comportar tudo que ele precisa levar consigo, entre muda de roupa, traje de academia e outros apetrechos — aparecia muito nas imagens, e ele decidiu marcar a Wöllner nas fotos que publicou nas redes sociais. Dois dias depois, aconteceu o primeiro contato entre eles.

 

Além disso, Daniel também trabalha na apuração de provas, como aconteceu com o Swim Run, primeira desse tipo em que atuou como juiz. Mesmo tendo ido a Búzios em outras ocasiões, sempre a trabalho, foi a primeira vez em que pôde realmente prestar atenção na beleza do lugar, que quase o deixou sem ar. “Além do cenário ser incrível, acompanhando os competidores, pude observar a alegria no olhar daquelas pessoas, que competiram motivados pelo visual. Isso dá gosto de ver. Depois de conhecer melhor as praias de Búzios, tudo fez sentido pra mim e pude compartilhar daquele sorriso que vi no rosto da galera”.

Deixe um comentário

Share This