5 documentários que vão mudar a sua vida

A abertura dada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) a terapias como acupuntura e yoga trouxe vários debates à tona. Colocou em pauta a relevância de práticas integrativas na manutenção da qualidade de vida e não a limitou apenas à saúde física.

Pensando nisso, selecionamos cinco documentários que provam como a mudança de perspectiva e o espaço para novos pontos de vista impactam positivamente a nossa rotina, garantindo novas experiências e conhecimentos. Continue lendo para conhecê-los!

Food Choices

Dirigido por Michal Siewierski, Food Choices documenta três anos da sua jornada a fim de discutir práticas alimentares no mundo atual. Fazendo uso de entrevistas com diferentes profissionais, ele mostra como a industrialização é um processo que distancia as pessoas do alimento, deixando-as às cegas sobre sua origem.

É ótimo porque também fala sobre modismos e dietas radicais, oferecendo uma perspectiva diferente para o tema e estimulando mudanças na alimentação.

Happy – Você é feliz?

Há não muito tempo atrás, um cientista afirmou que, independentemente das decepções, todos podem ser felizes. Humanos têm o talento único de serem adaptáveis, aprendendo a lidar com novas realidades e totalmente capazes de extrair genuína felicidade de uma nova vida. Quantas vezes for necessário.

É exatamente nesta teoria que se pauta o documentário Happy, dirigido por Roko Belic e produzido por Tom Sahdyac. Ao longo dos 76 minutos, diferentes pessoas e culturas são exploradas a fim de combinar sua sabedoria com novas descobertas da ciência moderna, demonstrando que é possível sim viver dias mais felizes, mesmo em meio às adversidades.

5 documentários que vão mudar a sua vida

Minimalism

Realizado por Matt D’Avella, o documentário foca nas coisas importantes e apresenta estilos de vida focados no minimalismo. Esse meio de viver nada na contracorrente do impulso diário de comprar, especialmente quando esse impulso está tão atrelado ao status, em nos tornar cool.

Com uma perspectiva única e um novo caminho para quem quer mudar seus hábitos, leva o espectador a refletir sobre sua rotina, experiências e os significados de comprar e possuir.

Quanto tempo o tempo tem

Nossos dias são sempre corridos. Deixamos de encontrar amigos e familiares porque não encontramos o bem mais valioso: tempo. Este documentário, dirigido pela brasileira Adriana L. Dutra, fala exatamente sobre isso.

Dando voz à sociólogos, físicos, monges, filósofos, escritores, rabinos e cineastas, ele nos oferece um panorama sobre a unicidade do presente. Ou seja, quando deixamos de pensar em passado ou futuro, e nos apegamos ao agora.

A conexão com a prática mindfulness (atenção plena) é automática, e a importância da yoga se mostra mais uma vez nas entrelinhas. Conheça seus benefícios para o corpo e a mente aqui no blog.

Em busca dos corais

A conversa sobre poluição e mudança climática não é recente, nem o nosso papel nela. Em busca dos corais é um documentário dirigido por Jeff Orlowski com o objetivo de tirar essa conversa do papel e mostrar seus efeitos para o mundo. Ele faz isso revelando o desaparecimento de corais por conta de uma onda de calor subaquática.

Filmado ao longo de três anos, com expedições em recifes por todo o mundo, ele celebra e atenta para o ecossistema mais biodiverso a que temos acesso.

Bônus: Ilha das Flores

Curta criado em 1989, Ilha das Flores parte da simplória premissa de narrar a trajetória de um tomate. Sua crítica, entretanto, ainda é inspiração para documentários de todo mundo, já que desconstrói concepções tidas como imutáveis.

Todos esses documentários podem ser assistidos pela Netflix. Agora que você já sabe por onde começar, deixe um comentário falando qual pretende assistir primeiro!

Deixe um comentário

Share This